Translate

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Vôo

Vista da Serra da Mantiqueira
Vôo

Vôo à caça de infinitos
Carrego nada mais do que sonhos em meu alforge
e  um punhado de bolinhas de gude a troco de boas histórias
Levo também amores, amigos...
Aqueles que vou cultivando pelos caminhos
E que forem dados a levezas
Há que ser leve pra voar...
O vento é meu aliado
As estrelas, cúmplices, me norteiam
E se o cansaço dobrar o peso de minhas asas,
Faço meu ninho entre as montanhas de Minas Gerais...

Diamantina/MG

Vilarejo Bichinho - Prados/MG

Diamantina/MG

___________________________________
O que se ouve Além da Porteira:



Lá onde o sol descansa
Amarra sua luz no vento que balança
No veio do horizonte o meio que arredonda
Um caminho de paz
Lá onde a dor não vinga
Nem mesmo a solidão extensa da restinga
Até aonde a vista alcança é alegria
Um mundo de paz
Lá onde os pés fincaram alma
Lá onde os deuses quiseram morar
Lá o desejo lá nossa casa lá
Lá onde não se perde
A calma e o silêncio nada se parece
Nem ouro , nem cobiça, nem religião
Um templo de paz
Lá onde o fim termina
Descontinua o tempo o tempo que ainda
Herança que deixamos do nosso lugar
Um canto de paz



Compositor: Péri - na voz de Ceumar

12 comentários:

  1. Há que ser, ainda mais se for para um horizonte feito de saudades e de pessoas.
    Tão nítidas suas fotos. Parece que as vejo com as lentes do meu próprio olhar.
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes acho que a saudade é um combustível... é o que nos faz voar de volta, ou buscar o que já nos fez feliz...
      Obrigada Lelena, pelo carinho... as fotos me fazem viajar - que bom que elas fazem o mesmo por você.
      Beijo!

      Excluir
  2. lá.
    lar.

    preciso dizer mais alguma coisa?

    beijos, maninha.

    r.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisa não manim...
      Tá dito e bem dito.
      Beijos

      Excluir
  3. Ju, chega a doer a saudade de Minas e daqueles dias. Só quem pisa naquele chão pra saber a força que tem. As fotos são lindas. Saudade, saudade, saudade.

    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale Dani... temos que começar a pensar no próximo...
      Saudades grandes também...
      Fico feliz com suas visitas..
      Beijo grande

      Excluir
  4. Pouco pisei os chãos de Minas Gerais (só conheço Gonçalves). No entanto, a minha relação com as "Minas" é etérea e eu morro de saudade de coisas que, sequer, vivi por essas paragens. Estranho, isso. É como se eu já tivesse estado, mais permanentemente, em algum lugar desse solo sagrado, ou, ainda, tenha que vivenciar algo que me será importante. Não sei. O que sei é que, respirar Minas, assim à distância, aqui do Nordeste, do Cariri cearense dá-me uma sensação gratificante de plenitude.

    Um abraço amigo,
    Tânia Peixoto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tânia,

      Pois você conheceu um pedacinho lindo de Minas... Serra da Mantiqueira - as montanhas... Essa primeira foto foi tirada em uma cidade pertinho de Gonçalves.
      Eu entendo esse sentimento... algumas coisas antes de passar pelos órgãos do sentido, passam pela alma da gente... e a gente reconhece como nosso, tamanha a identificação. Isso é bom demais... sinal que a alma da gente tem asas, e viaja livre por caminhos que ainda não pudemos chegar... e que nos preenchem...
      Qualquer dia voarei para o Cariri... me aguarde! Sei que vou me sentir em casa.

      Beijo grande

      Excluir
  5. todo eu me faço hélio à procura dessa mina de diamante, algures num mapa onde até os horizontes se fazem belos. belas as palavras, o que levas na algibeira dos afetos, o voo e o que as asas alcançam em objetiva angular.

    beijinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belas sempre suas palavras Jorge... fico sempre feliz com a visita e com seu olhar sensível e atencioso ao que vê por aqui.
      Beijos

      Excluir
  6. Que espaço gostoso de se visitar: voos poesia cheiro de terra
    comida caseira, saudades dos tempos que já lá vão e aconchego, muito aconchego! E Minas é mesmo um lugar meio encantado, cheio de história, estórias, literatura da melhor qualidade, tanta gente maravilhosa brota daí!
    As fotos também são belíssimas!
    Tive um grande prazer ao passar por aqui, Juliana!

    beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cirandeira,

      Fico muito feliz que tenha gostado... e que esse espaço tenha te trazido tanta coisa boa. É um espaço de cirandas também, claro! Apareça quando puder... sempre haverá um lugarzinho perto do fogão à lenha pra aquecer os pés.... e espaço de sobra pra voar.
      Beijo grande!

      Excluir